Notícias


CESPORTOS realizará Exercício Simulado no Porto de Itajaí

Reunião abriu os trabalhos para planejar o maior simulado em portos de Santa Catarina.

Nesta terça-feira, 11, o Auditório da Superintendência do Porto de Itajaí abriu suas portas para realizar uma reunião de trabalho, objetivando o planejamento e preparativos do Exercício Simulado de Gerenciamento de Crises, que será realizado na manhã de quinta-feira, na retroárea do Porto de Itajaí.

Participaram do encontro representantes da CESPORTOS (Comissões Estaduais de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis) de Santa Catarina, e também representantes da Polícia Federal, Receita Federal, NEPOM (Núcleo Especial de Polícia Marítima da Delegacia de Polícia Federal, Secretaria de Estado de Segurança Pública (Polícia Militar/Civil), Comando de Operações Táticas (COT), Delegacia da Capitania dos Portos (Marinha), Supervisores de Segurança Portuárias de Itajaí, Imbituba, Itapoá e São Francisco do Sul, Supervisores de Segurança dos Terminais de Uso Privados (TUPs), sendo da APMT, Portonave, Braskarne, Teporti, e como convidado representantes da Praticagem, coordenadores da Superintendência do Porto de Itajaí, entre outros participantes.

O Porto de Itajaí foi contemplado com este exercício simulado por também ser cidade sede da Polícia Federal, e segundo informações do órgão de segurança, será o maior a ser realizado em área portuária do Estado de Santa Catarina

 “O gerenciamento de crise funciona em todos os ambientes da nossa vida, pois quando fazemos o curso fica bem claro para nós usarmos o gerenciamento de crises no trabalho, em nosso lar, em todos os eventos da nossa vida. Nós estamos focando isso no ambiente portuário ao qual a Polícia Federal já tem uma expertise no sistema aeroportuário, e agora nós também vamos conseguir aplicar em Santa Catarina pela primeira vez com força total no ambiente portuário, sendo o porto pioneiro com a presença de oficiais do Comando de Operações Táticas (COT), e, também por ser um porto público, por ser um terminal com todas as condições para receber um exercício dessa envergadura”, destacou o Coordenador da CESPORTOS/SC e Delegado da Polícia Federal, Dr. Thiago Giavarotti.

 O Gerenciamento de Crises em ambientes portuários atua com fases de preparação, resposta imediata, plano específico e métodos de soluções. Segue uma metodologia de conceito de “4 C”, sendo: Conter, Controlar, Comunicar e Coordenar, acionando diretamente os agentes da Guarda Portuária e seus respectivos supervisores de segurança, e, Polícia Federal.

 No contexto da palavra “Crise”, dando sentido a este formato de operações, trata-se de uma situação crucial que exige uma resposta especial da polícia em busca de uma solução aceitável. Estudos de grupos táticos reforçam durante uma ação verdadeira, planos de rendição, retomada, evacuação, perímetros e triagens, entre outras demandas para amenizar situações de risco de vida.

 “A proposta da Polícia Federal é integrar todas as agências participantes do evento, melhorar a segurança na área portuária e visa não só o Porto de Itajaí, mas um esforço nacional para que toda a área portuária tenha um upgrade do que já é. Hoje já temos uma Polícia Marítima própria para essa ação e aqui em Itajaí especificamente com o exercício, iremos buscar mais ainda pela eficiência em todas as áreas de atribuição da Polícia Federal”, pontuou Carlos Faria Junior, Delegado de Polícia Federal e Chefe de Operações do comando de operações táticas de Brasília.

 Para o Superintendente do Porto de Itajaí, Fábio da Veiga, as Polícias Federais, juntamente com os demais órgãos de segurança, sempre foram muito parceiros e acolhedores do porto, até mesmo nos momentos mais difíceis.

 “Gostaria de agradecer imensamente a todos os oficiais da Polícia Federal e toda a parceria desenvolvida ao longo dos últimos anos aqui em Itajaí, através da Autoridade Portuária. Esse simulado é extremamente importante, pois integra ações para encontrar fragilidades em nosso porto. Para nós, a segurança é primordial e apesar de termos passado por uma década, entre 2008 e 2018, com muitas dificuldades, na época causadas pelas enchentes que prejudicaram demasiadamente a nossa estrutura, tivemos todo o apoio da Polícia Federal e também da Receita Federal durante aquele período, e, que por muitas vezes foram parceiros e nos orientaram a fazer o melhor com poucos recursos que nós tínhamos. Hoje estamos com uma condição financeira um pouco melhor e para tanto investimos nessa área de segurança, principalmente com a troca de todo o sistema de CFTV e o porto, desde a época do ISPSCode em 2004, A Superintendência do Porto de Itajaí tem tentado adequar-se cada vez mais com as melhores práticas de segurança”, conclui Fábio.

Mais informações:

Fábio da Veiga – Superintendente do Porto de Itajaí. (47) 3341- 8029.
Sandro de Ramos – Coordenador Geral de Sistema de Segurança Portuária (COSEG). (47) 3341-8060
Médelin Pitrez dos Santos - Coordenadora de Meio Ambiente (COAMB). (47) 3341-8065
*Texto e Fotos: Luciano Sens – Secretário Geral de Comunicação Social. (47) 3341-8304.

  •   Av. Coronel Eugenio Muller, 405 - Centro, Itajaí - SC
  •   (47) 3241-9100 | (47) 98805-3702
  • ogmo@ogmoitajai.com.br